4 de setembro de 2016

Modern Renaissance ABH

A Anastasia Beverly Hills é daquelas marca que nunca me desilude. Apesar de ainda não ter tido a oportunidade de testar todo o tipo de produtos a verdade é que nas sobrancelhas e nas sombras tudo o que já usei me deixou extremamente bem impressionada.

Aprecio a marca não só pela qualidade mas também porque não criam especulação sobre os seus produtos, fazem lançamentos com frequência e com stock suficiente para que não haja o pânico consumista de ser edição limitada e acabar. 

Quando vi a foto da Modern Renaissance no instagram da marca pensei automaticamente que me iria desgraçar. Confesso que, no dia seguinte, quando revelaram o interior, fiquei desiludida. A ABH usualmente lança paletas com conjugações de cores inovadoras e, uma paleta de tons quentes como a Modern Renaissance, inicialmente deixou-me de pé atrás.



Fui acompanhado as fotos publicadas pela marca no instagram e comecei a perceber que esta seria uma paleta diferente: vocacionada para os laranjas, ocre e rosa com apontamentos neutros. Quando fiz a minha primeira abordagem para a adquirir fiquei desiludida porque o preço era superior à Self Made. Passamos de 32£ para 41£  por 14 sombras. A quantidade de produto também é ligeiramente inferior, menos 0.2gr em cada sombra. 

No entanto a Cult Beauty tem sempre uma maneira de me apanhar na curva. No final de Junho celebraram o aniversário do site e conjugaram portes grátis com 15% de desconto. Não resisti e veio a Modern Renaissance morar comigo (juntamente com o gel de sobrancelhas na cor caramel).

Quando a abri de facto achei que as cores são em tudo diferentes de todas as que tenho. Adoro que a maioria da paleta seja composta por sombras mate (rockar um olho laranja metálico não é fácil) e que as cores metálicas sejam as mais claras para dar um apontamento de luz.
A acompanhar a paleta vem o já costumeiro pincel de dois lados, que apesar de não ser bestial é coisa que dá para o gasto e já me desenrascou em algumas situações complicadas.

Então temos da esquerda para a direita, na fila superior:

Tempera - Bege acetinado com subtom quente, bom para iluminar a sobrancelha
Golden Ochre - Um tom de areia mate. Bege mas mais "torrado"
Vermeer - Creme de subtom champanhe. Metalico
Buon Fresco - Lilás de base acinzentada
Antique Bronze - Bronze ligueiramente perolado com glitter
Love Letter -  Rosa choque, não há outra forma de descrever!
Cyprus Umber - Castanho Chocolate

E na fila inferior, pela mesma ordem
Raw Siena - Castanho médio de base quente
Burnt Orange - Laranja escuro
Primavera - Ouro claro metalizado
Red Ochre - Vermelho ocre com subtom roxo.
Venetian Red - Rosa de subtom roxo
Warm Taupe -  indescritivel, um toupeira quente 
Realgar - Laranja intenso e profundo com base acastanhada. 

A qualidade das sombras é, na minha opinião, do melhor que há no mercado. Uma pigmentação fora de série, sombras mate muito intensas e fáceis de trabalhar, aplicar e esfumar. 

É uma paleta verdadeiramente diferente de tudo o que há no mercado e daquilo que possuo. Levou-me mais além no que toca a usar a minha imaginação para me maquilhar (que as 7h30 da manhã não é grande coisa).


1 comentário:

  1. Também adoro esta paleta :-P

    É realmente original e usável, o que é uma combinação difícil neste mar de paletas em nudes e castanhos que por aí anda! A qualidade das sombras é das melhores que já vi. Mesmo na minha pele oleosa e no Verão, com primer estas sombras aguentam o dia todo. Se esta marca vendesse a linha toda cá, eu ia à falência!

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião aqui!

Notas

Aqui escreve-se ao abrigo do antigo acordo ortográfico.

Contacto: pinderiquicespindericas@gmail.com

© Pindérica, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena