4 de junho de 2016

Philips Satinelle - Verão sem Pelos


Há algumas semanas atrás recebi um convite da Philips para os frequentes lançamentos da marca, o ponto de encontro foi na baixa lisboeta e começou com um passeio de tuk - tuk por lisboa com destino ao local do evento, perto do Saldanha, no Hotel Jupiter.
É inegável que o blog me proporciona experiências engraçadas de diferentes e andar de tuk tuk em Lisboa foi algo que nunca considerei porque é "coisa de turista" mas cada vez mais aprendo a apreciar a minha cidade.

Na chegada fomos para o topo do edifício, onde partilhámos a vista sobre a cidade e uma piscina azul num dia de sol absolutamente perfeito! E quando penso em verão, e nos cuidados de corpo, imediatamente penso em pelos! E tal como eu todas as mulheres! Em resposta a esta necessidade a Philips lançou a nova depiladora feminina , sobre a qual  partilhei as minhas primeiras impressões no facebook.

Então qual a grande novidade? São várias mas começo por aquela que para mim é a mais impressionante: o preço! Os modelos topo de gama da Philips custavam cerca de 180€ actualmente o modelo de topo com todos os acessórios (BRE650) tem o pvp de 109,99€ e o modelo básico (BRE610), apresentado na fotografia, 59,99€.

A outra grande novidade é que as pinças na nova geração de máquinas Philips são em cerâmica,, o que permite agarrar melhor o pelo e evitar o corte das pinças de metal, e a cabeça de arranque é mais larga, cobrindo uma aérea maior, e curvada. 

Depois de ouvir as novidades fui por a maquina a testes. A minha versão, oferecida pela Philips, é a BRE610 ou seja a versão mais básica sem os acessórios de massagem, esfoliação, corte, precisão etc. Sinceramente acho que ninguém precisa de todos os acessórios que a versão premium trás no entanto ficou-me no olho o acessório de massagem. No entanto, infelizmente, a marca não permite comprar separadamente nenhum acessório pelo que, se não comprarem a versão premium, não conseguem nunca ter a cabeça de massagem *começa a chorar*. Na minha opinião é uma má jogada, mas OK.

(depiladora premium -fala na imagem cabeça de massagem)

Sobre a utilização a maquina em si: a depiladora é, tal como a versão anterior, wet and dry e, como tal, só pode ser usada com a bateria a funcionar, quando ligada à electricidade não funciona. A carga completa demora 1h30 e funciona durante 40 minutos, para mim este tempo dá para duas meias pernas. Neste aspecto, da durabilidade da carga, a capacidade é igual ao modelo anterior. 

O corpo da depiladora é curvado e alongado, ao contrario do ultimo modelo, este facto ajuda imenso no duche enquanto se faz a depilação de pé. Ponto muito positivo, especialmente para as mais altas/menos flexíveis. A luz junto à cabeça de arranque também é um ponto muito positivo pois permite ver os pelos mais pequenos em detalhe. 

A cabeça de arranque é cerca de 30% mais larga que a anterior cujo objectivo é abranger uma superfície maior. No entanto a curvatura da cabeça não "encaixa" bem nas canelas e, nas minhas pernas, isso diminui a área em que a cabeça de arranque contacta com a pele logo acaba por ser contraproducente. Simultaneamente acho que a depiladora revela algumas dificuldades em agarrar o pelo mais curto menos de 3 a 5mm. 

É uma boa depiladora de arranque, no entanto,não acho que seja revolucionária o suficiente para que saiam a correr para a comprar. Se tiverem uma depiladora já com alguns anos, que não permita ser usada no banho (sim, faz toda a diferença), e que precise de reforma acho que esta da Philips é uma belíssima candidata.

Quanto aos diferentes conjuntos disponíveis, desde o básico BRE610 até ao premium BRE650 pensem naquilo para que usam a depiladora e se de facto justifica a diferença de preço no entanto pesem o facto de que os acessórios não podem ser adquiridos separadamente,


0 comentários:

Enviar um comentário

Deixa a tua opinião aqui!

Notas

Aqui escreve-se ao abrigo do antigo acordo ortográfico.

Contacto: pinderiquicespindericas@gmail.com

© Pindérica, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena