26 de maio de 2016

Viviscal - Plano de crescimento de redensificação

A semana passada escrevi sobre algumas desvantagens da dieta cetogénica e mencionei que uma delas é a queda de cabelo. Tema sobre o qual recebi algumas questões relativamente à queda e ao tratamento em si por isso vamos lá.

A queda de cabelo ocorre naturalmente em toda a gente e, quando existe uma perda de peso, é comum ser mais intensa. Eu tenho dermatite seborreica e, conforme já referi inúmeras vezes, isso contribui para que o meu cabelo caia em quantidades generosas e ainda com mais ênfase quando existe agravamento no estado do meu couro cabeludo

Adicionalmente, quando se pratica uma dieta baixa em hidratos, as vitaminas do complexo B ficam comprometidas e, no meu caso, tenho a agravante de consumir uma quantidade de proteína relativamente reduzida face ao que consumia anteriormente.

Resumindo: Após o meu regresso da Tailândia retomei a dieta cetogénica. Ao fim de cerca de 5 semanas comecei a notar uma queda acrescida de cabelo. Todas as vezes que o lavava o ralo ficava tão cheio que o duche deixava de correr a água e cada vez que me penteava a escova e a minha roupa ficavam repletas de cabelos. 

Entretanto, na 4ª semana após o meu regresso de férias, fui convidada pela Vivisval para o lançamento e repackaging da linha Gorgeous Growth que promove o crescimento de um cabelo saudável através de um programa composto por suplementos e produtos de aplicação directa no cabelo. A viviscal ofereceu-me um Kit de teste composto por: Champô e Condicionador Gorgeous Growth, Elixir Densificador, Suplemento Maximum Strenght e ainda as Fibras Volumizadoras.



Falei com a minha nutricionista, a Bárbara, na 6ª semana, e ela explicou que era perfeitamente normal o cabelo cair com mais expressão numa fase de perda de peso. Para corrigir esta situação é necessário tomar alguns suplementos de vitaminas para repor os níveis óptimos mas que se coadunem com a dieta baixa em hidratos. Perguntei à Bárbara se poderia experimentar os comprimidos da Viviscal, sendo que a Bárbara estudou a sua composição e aprovou os mesmos para a dieta! 
Assim sendo de momento estou a utilizar o Champô e Condicionador Gorgeous Growth à 4 semanas bem como os suplemento Maximum Strenght à pouco mais de 1 semana.

Vamos começar pelas noticias positivas: a minha dermatite seborreica gosta do champô da viviscal (isto é uma mega noticia!),usualmente o meu cabelo só tolera o Nodé da Bioderma. O champô da viviscal é delicado o suficiente para que o meu couro cabeludo são se sinta agredido por ele, faz pouca espuma e tem uma textura muito leve. Sobre o condicionador da marca, conforme foi esclarecido na apresentação, a sua existência justifica-se com a necessidade de manter a fibra capilar hidratada e de restabelecer a o PH do fio após o uso do champô. A nível de hidratação não é nada de espectacular mas aqui o objectivo é evitar a queda, não é hidratar, portanto compreendo que este não seja o factor mais apropriado para avaliar o seu desempenho.
Os comprimidos, conforme previsto pela Bárbara, não rompem a minha cetose e a sua composição está carregadinha de vitaminas B, que são angariadas pelo corpo através dos cereais (que eu não consumo regularmente desde Janeiro), sílica, zinco, queratina, vitamina c, ferro e o Aminomar C (complexo de proteína marinha) que vem curiosamente reforçar a directiva da Bárbara sobre a importância de comer marisco todas as semanas. 

A parte menos boa é que o meu cabelo odeia o Elixir Densificador. Cada vez que o aplico fico com uma crise de dermatite tão violenta que só me salva uma mistura de óleos que trouxe da India e que aplico no couro cabeludo. Consigo usar o produto com comprimento do fio mas nunca na raiz o que, infelizmente, me impede de fazer o tratamento na integra

Os produtos da marca Viviscal foram cedidos pela mesma para efeitos de experimentação e avaliação. As opiniões manifestadas são fruto do uso dos produtos durante o período de tempo descrito no texto.

0 comentários:

Enviar um comentário

Deixa a tua opinião aqui!

Notas

Aqui escreve-se ao abrigo do antigo acordo ortográfico.

Contacto: pinderiquicespindericas@gmail.com

© Pindérica, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena