12 de janeiro de 2016

Ceto-Diarios - Viver sem hidratos e o que mudou?

Resolvi escrever um pouco sobre a minha decisão de "abolir" os hidratos porque tenho recebido emails e mensagens com curiosidade sobre o que estou a fazer em termos de alimentação. Como sabem não sou nutricionista, nem nada que se pareça, já investiguei IMENSO sobre o tema e escolhi este tipo de regime alimentar (vulgo dieta) para mim por achar que se adequa às minhas necessidades.


É uma dieta Cetogénica ou Ketogenica baixa em hidratos, com muitas semelhanças com a dieta de Atkins ou Paleo (que são as mais famosas dentro das Low-carb) e cujo nome advém do processo quimico "cetose" que ocorre quando o corpo metaboliza gordura para gerar energia.


A pergunta que mais recebo é: Os Hidratos fazem mal? Porque deixaste de comer?
Não, os hidratos não fazem mal, a única coisa que os hidratos fazem é fornecer energia "fácil" ao nosso corpo através de uma metabolização rápida e simples. Aquilo que acontece é que após o açucar dos hidratos metabolizar, quando começa a baixar o nível, dispara o alerta de fome para repor os valores de açucar novamente para um nivel elevado.
Este ciclo vicioso leva-me ao sobreconsumo de calorias face às necessidades calóricas que tenho, que graças a um trabalho que me cola ao PC, são diminutas.


Então, se não comes hidratos, tiras energia de onde?
Sabem as pessoas que ficam em jejum dias a fio e não morrem? De onde é que elas tiram energia? Da gordura acumulada e dos músculos. Obviamente que eu não faço jejum, e como proteína, o que permite a manutenção muscular, logo o meu corpo muda o foco para metobalizar a fonte de energia cujas reservas são as mais elevadas, a gordura.


Não tens fome?
Não, não tenho, não sou menina para passar fome. Aquilo que se passa é que a gordura é uma fonte de energia estável, porque só armazenamos 1/4 das necessidades energeticas diárias necessárias para o funcionamento quando nos baseamos em hidratos. A fonte de gordura é mais vasta, e é resultado de acumulação ao longo do tempo, logo é como ir à dispensa.
Adicionalmente, a metabolização da gordura não dispara os niveis de glicose, logo não cria picos de açucar, logo não há quebras de açucar, logo não há fomes para a bolachinha a meio do meio da tarde (apenas gula).
O corpo entra no limbo do "comer porque sim" e a fome na verdadeira acepção da palavra deixa de fazer sentido quando em cetose.


Então também posso fazer?
Existem factores de risco a este plano alimentar e em geral diabeticos e doentes com colesterol não a podem fazer sem supervisão medica. Fora estes casos  o meu conselho é primeiro investigem tudo muito bem, depois experimentem e vejam como se sentem. As primeiras 2 semanas são muito desconfortáveis mas, após entrar em cetose e entrar na adapação, sentirse-ão muito melhor.

Nota adicional: Apesar da cetose ser um processo normal no corpo humano, existe sempre o perigo de radicalização e as cetonas podem atingir niveis "diabeticos" (leiam os comentários). É por isso necessario um controlo a este nivel através de uma simples leitura do sangue (teste como os diabeticos.

10 comentários:

  1. Eu espero sinceramente que essa decisão tenha sido discutida com um profissional de saúde (médico ou nutricionista), porque como alguém a estudar medicina (e portanto, com a noção daquilo que é de facto a "cetose") isso parece-me bastante perigoso...

    ResponderEliminar
  2. Cara Pindérica,


    nós precisamos de hidratos de carbono. Por exemplo para o funcionamento correcto da tiroide.


    A hormona T3 é responsável pelo aumento do gasto de energia das células. FIXE!
    Assim com o aumento do gasto de energia o organismo vai ter de a ir buscar à gordura acumulada. FIXE também.

    Mas é aqui é que vem a parte gira da coisa:

    A produção de T3 pela tiroide é condicionada pela produção de T4 no fígado.
    E para o fígado produzir T4 necessita de glicose. Ou seja hidratos de carbono.
    E nós só temos reserva de gordura não de glicose ou hidratos de carbono
    Então se não ingerirmos hidratos de carbono, não produziremos T3 e não perdemos/gastamos
    gordura

    Quando cortamos nos hidratos de carbono, perdemos água e massa muscular, daí a perda de peso. Assim que os voltar a consumir ganha rapidamente peso porque a única coisa que fez foi reduzir o metabolismo. Tal como comer pouco reduz o metabolismo

    Aqui está o estudo de como os hidratos de carbono são importantes

    http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7096916

    Outra coisa importante é distiguir os hidratos de carbono de absorção rápida, como a massa, o
    arroz branco ou a batata.

    E os de absorção mais lenta (ou os bons): batata doce ou arroz integral

    ResponderEliminar
  3. Paula

    a produção de corpos cetonicos ocorre naturalmente no corpo, por exemplo quando dormimos. Os cuidados nao não deixar os niveis subir .


    Body Condition Quantity of Ketones Being Produced
    After a meal: 0.1 mmol/L
    Overnight Fast: 0.3 mmol/L
    Ketogenic Diet (Nutritional ketosis): 1-8 mmol/L
    >20 Days Fasting: 10 mmol/L
    Uncontrolled Diabetes (Ketoacidosis): >20 mmol/L

    E efectivamente

    ResponderEliminar
  4. Cara Anonima,

    Isto de mandar postas de pescada sem se identificar é giro. Mas até parece que não leu o meu post ate ao fim porque muitas das respostas estão la. ora passemos a responder.

    Os hidratos de carbono têm água? Nope. Logo não posso perder agua se deixo de os ingerir. Mais, a dieta cetogenica implica beber 3 litros de água por dia, pelo que bem hidratada eu estou.
    Os hidratos de carbono são responsáveis pela manutenção da massa muscular? Também não, errado novamente, a manutenção da massa muscular é controlada pela ingestão de proteina.
    Sobre o metabolismo: a quantidade de energia necessaria para metabolizar gordura é superior áquela necessaria para metabolizar hidratos, pelo que o metabolismoa aumenta! (olha que fantástico já desmentimos 3!)
    Agora a T3: deixo em ingles porque em termos tecnicos nao domino: the more ketogenic a weight loss diet is the better it spares muscles, and lowered T₃ is thought to be part of the mechanism, because it is both correlated with higher βOHB, correlated with muscle sparing, and because supplementing with T₃ reverses the muscle sparing effect. (fonte: http://www.ketotic.org/2014/12/the-effect-of-ketogenic-diets-on.html )
    Agora a T4 : http://cristivlad.com/thyroid-hormone-levels-and-very-low-carb-ketogenic-nutrition/
    E por fim, caso a anonima não saiba, não são apenas os hidratos que podem fornecer glicose, ou estaria em morte cerebral. Sugiro estudar o ciclo de Krebs
    Eu não digo que os hidratos são o demonio. Alias o post começa sobre isso! Não vamos radicalizar o que não está a ser radicalizado.

    ResponderEliminar
  5. Bem quem radicalizou na resposta foste tu. O que é bastante bom, porque significa que estás muito focada.
    E percebo que quando estamos focados podemos confundir informação com crítica.
    Eu partilhei o que sei, anonimamente. Porque tenho esse direito

    Tu estás a fazer o que achas que é melhor para ti. Assim deves continuar.
    E eu, anonimamente continuarei a acompanhar a tua evolução e a torcer por ti.


    O que interessa é sermos saudáveis. E felizes ;)

    ResponderEliminar
  6. Isabel,
    Sim, claro que podes comentar anónimamente, tal como eu podia fazer este plano alimentar sem partilhar no meu blog.
    No entanto, e tal como referi anteriormente, eu investiguei e muito antes de avançar para esta opção cetogenica. E, efectivamente, muito do que partilhaste não reflecte cientificamente a realidade desta dieta.

    ResponderEliminar
  7. Como deve calcular, eu sei isso tudo. E por saber isso, é que me preocupei em saber se está a seguir essa dieta de forma controlada e com aconselhamento especializado, porque me parece muito fácil as coisas "darem para o torto" (talvez mais a longo prazo até). Mas se sabe os riscos e tem isso sob controlo, quem sou eu para dizer o que quer que seja? É só porque há pessoas que não se informam bem sobre as dietas que encontram na internet e depois aquilo dá asneira! Mas espero que corra tudo bem e que alcance os resultados que deseja!

    ResponderEliminar
  8. Claro Paula, por isso é que meço as cetonas e controlo tudo o que como =)

    ResponderEliminar
  9. Li os comentários. Perdi a esperança na humanidade. As pessoas são
    tão... TÃO algo! Agradeço o post, é um assunto interessante pra uma
    viciada em açúcar. Em relação aos comentários, pergunto-me como
    sobreviveu a espécie humana nos tempos primórdios sem hidratos de
    carbono simples. Que ultrage terá sido, não ter umas oreo pra depenicar
    depois do jantar! E também toda a gente saberá que os diabéticos são uma
    espécie em vias de extinção- na necessidade de erradicarem os açucares,
    PUFF, extintos, quais açucares!

    Obrigada pelo post, adoro estes tipos de publicações. A par
    com a querida Sara do Makedown, é dos blogues que mais gosto de seguir.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  10. As pessoas tem dificuldade em lidar com a diferença e os primordios já la vão.... mas de facto não havia oreos xD
    Repara que são demasiados anos a ouvir que a gordura é o demónio e que para sermos magros temos de ser hipocaloricos e comer cenouras e folhas de alface....
    Obrigada por seguires eu e a Sara agradecemos =P andamos as duas a adiar fazer algo juntas!

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião aqui!

Notas

Aqui escreve-se ao abrigo do antigo acordo ortográfico.

Contacto: pinderiquicespindericas@gmail.com

© Pindérica, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena