5 de janeiro de 2015

Pindérica e a Alteração de Morada - Prelúdio

Quando me mudei para o centro de Lisboa não esperava que cerca de 1 mês após assentar arreiais que fosse surpreendida de forma tão desagradável. Um belo sábado ao sair de casa para ir às compras esbarrei com um destestável parquímetro que colocaram estrategicamente em frente à porta do prédio.


O dito já estava fixado ao chão mas ainda se encontrava embalado. Pensei para com os meus botões "isto vai dar chatice" mas segui caminho e rumei às compras. Passada uma semana, estávamos em inícios de Dezembro, reparo que não só a rua inteira tem parquímetros (e nova sinalização) como o quarteirão inteiro está minado deles.


Se há coisa que se pondera quando se vem morar para Lisboa e se usa carro todos os dias é "onde vou arrumar o carro?" situação que, até algumas semanas atrás, era perfeitamente tranquila. E cerca de 1 mês e meio após mudar de casa lá vem a EMEL e estraga-me o arranjinho do beco das traseiras com o panfleto onde se lê "esta zona é destinada aos residentes" ora pois, isso sei eu! Eles é que não sabem que eu ali resido.


E começa aqui a saga de tentar dar conhecimento à EMEL que afinal de contas eu moro ali e como tal escusam de afinar a caneta para me multarem. Sim, leram bem, tentar, porque processos borucráticos nunca são faceis e, quando implicam isentar de pagar o que seja, são ainda mais difíceis.


Fíada na boa fé da EMEL (mea culpa...) e no maldito panfleto que ditou a hora de tratar do pedido de selo de residente, já que tinha 1 mês até a fiscalização começar, reuní a papelada e fui até à junta de freguesia na esperança de conseguir tratar de tudo. Ingenuidade a minha, fui recambiada para a EMEL ainda nao tinha sentado o rabo na cadeira do atendimento.

E começa aqui a saga...

4 comentários:

  1. um dos motivos pela qual bazei de Lisboa... houve alturas em que o filipe demorava 1h para estacionar o carro em campo de ourique (onde vivíamos). a falta de civismo, os carros estacionados em 3 filas... o terror! espero que na tua zona seja mais tranquilo!
    bom 2015*

    ResponderEliminar
  2. Um dos meus problemas quando fui viver com o meu namorado foi precisamente a questão do estacionamento. Como sempre vivi numa zona em que não tinha problemas nenhuns em arranjar sitio onde por o carro, quando me mudei "sofri" um bocado com isso.
    Muito raramente temos lugar perto do prédio, o que quando só temos de nos carregar a nós mesmos não é assim um grande drama. Quando temos de carregar compras ou outras coisas pesadas, já o caso muda de figura...

    ResponderEliminar
  3. Na minha rua, apesar de ter ginasio e uma ordem, é bem mais calmo...senao ha sempre a rua de trás

    ResponderEliminar
  4. Eu ao fim de semana tenho sempre lugar, durante a semana é mais complicado mas ainda hoje cheguei e estacionei sem problemas de maior.
    sobre as compras eu uso um carrinho como as velhinhas para nao pagar sacos de plastico e como aquilo tem rodinhas facilita o transporte

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião aqui!

Notas

Aqui escreve-se ao abrigo do antigo acordo ortográfico.

Contacto: pinderiquicespindericas@gmail.com

© Pindérica, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena