23 de maio de 2014

Porquê Pindérica?!

Se este post vos soa a déjá vu é porque provável já leram a versão da senhora minha mãe, quando escrevia aqui pelo blog (breves publicações até perceber que isto dá trabalho para xuxu), que explicou e exemplificou, o porquê de eu ser "A Pindérica".

E se há coisa que eu recebo é comentários menos simpáticos, especialmente do outro lado do Atlântico (parece que pindérica lá é uma ofensa para cima de "pérua"... vá se lá perceber) a consciencializarem-me que o meu "username" é tudo menos apropriado... Meus ricos, muito obrigada pelo alerta, mas não é por isso que vou mudar.

Tenho plena consciência que quando digo "Olá eu sou a pindérica" a maioria das pessoas colapsa a rir ou finge que não percebeu e pergunta de novo. Sim, eu convivo perfeitamente com este adjectivo que, para mim, tem uma carga de carinho enorme e retrata a menina que queria usar batom e pintar as unhas enquanto ainda chuchava no dedo. 

Para mim ser Pindérica é gostar de me "enfeitar" de usar aquilo que eu quero e gosto, mesmo que achem piroso, ou too much. Sou eu quem está a usar, e se eu gosto, eu uso...  E os vossos olhares na bomba de gasolina enquanto abasteço o carro de saltos e um turbante em nada me afligem... juro!

Desde a minha adolescência que sempre gostei de usar algumas peças diferente, e se na escola era alvo de gozo, em casa sempre fui ensinada que devia respeitar os meus gostos mais do que a pressão social. No secundário eu era a miúda que ia para as aulas de lábios vermelhos, que usava saltos altos enquanto as minhas colegas usavam ténis. A miúda que chegou à universidade com um guarda roupa virtualmente sem calças de ganga e tshirts de algodão.

Para mim ser pindérica é ter gosto em que a minha aparência seja melhor do que aquilo que a ocasião pede. É cuidar-me e fazer-me sentir bonita, só porque sim, para mim e porque eu quero. É ir a um jantar casual e usar saltos porque gosto, ou usar um vestido estruturado para o trabalho só porque me apetece.. e por isso acho que todas as mulheres, que tem prazer em se arranjar, e gostam de cuidar da sua imagem independentemente da ocasião, tem algo de pindérico em si.



2 comentários:

  1. Mesmo que não houvesse um motivo, qualquer pessoa é livre de se identificar como quer... acho que as pessoas levam a vida demasiado a sério :)
    Beijinhos e a continuação de um bom trabalho!

    http://futuraempresariadesaltosaltos.blogspot.de/

    ResponderEliminar
  2. Acredito que tenhas sido muito mais feliz do que todas as pessoas que te criticam. Também recebi uma educação do mesmo género,mas infelizmente até a pco tempo não tinha a coragem de ser eu própria, tv por não aceitar o meu corpo. Felizmente o tempo muda muita coisa! Que continues sempre fíel a ti própria!

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião aqui!

Notas

Aqui escreve-se ao abrigo do antigo acordo ortográfico.

Contacto: pinderiquicespindericas@gmail.com

© Pindérica, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena