19 de maio de 2014

"Coisas grátis?" Uma Reflexão Sobre os Blogs e as Marcas



Isto de ser blogger tem muito que se lhe diga e infelizmente cada vez mais gente pergunta, especialmente raparigas de tenra idade "como é que fazes para que te enviem produtos?" Isto arrepia-me espinha a baixo e deixa-me com umas certas náuseas. A minha resposta, após a cara de choque e indignação, é sempre a mesma: Se queres produtos, compra-os.

Não sei onde se criou este mito, se foi por nos bloggers, ou pelas marcas, que o simples facto se criar um blog garante qualidade de dá direito de receber "coisas grátis". Só que não! A sério que não...E para explicar este "não" temos de perceber para que servem os produtos de teste e qual o objectivo das marcas. E, apesar de não compreender os critérios de muito boa marca que por aí anda, compreendo o mecanismo por detrás das escolhas de "representação" sejam elas as mais correctas ou não, na minha humilde opinião.

Quando um produto é lançado no mercado ninguém ouviu falar dele, certo? Exactamente por isso, porque é novo! O único conhecimento que o publico em geral tem sobre o produto é aquele que a marca diz que o produto faz, como por exemplo: "Elimina 90% das rugas de expressão de 3 dias" ou "reduz a casca de laranja".

Quando o boom de bloggers começou, à uns 2-3 anos algumas marcas perceberam que um blog é uma boa aposta na divulgação de novos produtos: porque dão visibilidade a um produto, e garantem um certo grau de confiança quando, com a sua experiência particular, a pessoa por detrás do blog, diz concordar com aquilo que a marca afirma. 

Uma boa blogger é como uma amiga com quem partilhamos produtos, ideias e soluções. Acontece que nem todas as bloggers são boas (bloggers) e que tornam este processo de oferta de produtos e divulgação dos mesmos num estúpido (no sentido de pouco inteligente) processo de marketing sem nada acrescentar aquilo que a marca publicita. Porque se resignam a receber o produto, tirar umas fotos bonitas e dizer que é tudo óptimo e tudo apropriado a todos os tipos de pele.

Acontece que a blogosfera é muito desinformada, e poucas são as pessoas que sabem exactamente daquilo que falam, ou que procuram informar os outros (e a si, antes de escrever). E como tal a tendência dos últimos tempos é apostar nas bloggers com uma audiência maior ao invés daquelas que se especializam em determinado assunto. Isto assume níveis de absurdo quando vemos uma blogger "castanha", no mês de Março, a promover um protector solar SPF 50 e a dizer que o usa quando vai à praia. Ou uma blogger que não usa sombras coloridas a dizer que adora a Acid da Sleek.

Eu recebo produtos, mas vocês sabem, porque são publicas as parcerias que tenho e identifico quais os produtos são oferecidos. E apenas falo dos produtos depois de os testar; e com isto quero dizer usar durante uns tempos. Por isso é que estou sempre atrasada a falar da cena "da moda". Porque receber um creme testar no braço e escrever um post em nada contribui para o vosso conhecimento sobre o produto.

Concluindo, se querem receber produtos "grátis" (e aqui sugiro que se familiarizem a expressão "não há almoço grátis") ou têm uma tonelada de seguidores, ou então sabem daquilo que falam e apostam em criar um blog com conteúdo. Qualquer uma destas dá trabalho. E muito.

Se tiveres curiosidade lê aqui a politica de parcerias deste blog.

20 comentários:

  1. Muito bem! Não poderia dizê-lo melhor.

    ResponderEliminar
  2. Clap, clap, clap. Enquanto ter um blogue for um meio e não um fim, a blogosfera será sempre "aquele sítio onde meninas que recebem coisas de borla escrevem umas cenas" e não fonte de autoridade no que quer que seja!

    ResponderEliminar
  3. poissssss é!!! clap clap!

    ResponderEliminar
  4. Sara Liliana B. Matos19 de maio de 2014 às 18:07

    Concordo perfeitamente. Infelizmente, tens razão.
    Muito bom post!

    ResponderEliminar
  5. Por entre malas e cupcakes19 de maio de 2014 às 19:10

    Subscrevo tudo o que disseste. Eu sou das mini blogguers, aquelas que não ganham nada e sim, mantenho o meu blog por uma questão de "amor à camisola". Gosto mesmo do que faço e mesmo com falta de tempo tento acrescentar algo de útil.
    Sou farmaceutica( e atençao que não estou a dizer que só nós é que sabemos falar de cremes) e por vezes até salto com algumas coisas que vejo aqui escritas por pessoas com milhares de seguidores, questões mesmo graves e ainda me choco mais com as pessoas que supostamente vão pedir aconselhamento para problemas de pele a pessoas dessas. Enfim.
    Continua o bom trabalho porque são blogues como o teu que valem a pena ler e que nos ensinam alguma coisa. =)
    Beijinho
    Rita

    ResponderEliminar
  6. Obrigada pelo testemunho,
    É exactamente escrever e usar porque se gosta e nao porque as marcas enviam.
    Eu durante uns 2 ou 3 anos nunca recebi nada, mas tambem nunca pedi nenhuma parceria.
    Quanto a seres farmaceutica a minha sara ( makedown88.blogspot.pt ) é a minha referencia em skincare em portugal, mas também sei que nem todos os farmaceuticos percebem do assunto como ela.
    Mas quem nao sabe, pesquisa, que é o meu caso quando falo de coisas mais "cientificas", nao se mandam 4 ou 5 bitaites como verdades absolutas...

    ResponderEliminar
  7. vamos formar o gang das "bloggers com principios e sem fins"?

    ResponderEliminar
  8. Merci madame... estava revoltada/inspirada quando escrevi

    ResponderEliminar
  9. Podias sim, que eu sei que pensas o mesmo =)

    ResponderEliminar
  10. Muitas palmas para este texto. Infelizmente o que mais se vê por aí são blogs cheios de passatempos e lançamentos de marcas. Comecei o meu blog há pouquíssimo tempo mas tenho a certeza absoluta de que o meu blog não vai ser um desses.
    Há que saber ter opinião, lá porque uma marca envia algo não quer dizer que sejamos obrigadas a falar mil e uma maravilhas dele só porque foi dado...acho isso tão feio :/

    http://arcoirisnumbatom.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Não sou blogger mas leio diariamente vários blogs (muitos portugueses) e não podia concordar mais com a tua opinião.
    Se há coisa que não me inspira confiança nenhuma é visitar um blog e ver que as reviews de produtos (muitas vezes oferecidos, porque a própria blogger o refere ou dá a entender) não passam de "é muito bom, recomendo imenso. Muito obrigada marca X".
    Para mim isto não é avaliação nenhuma de produto nenhum. Para mim é pura e simplesmente tentar agradar, talvez com esperança de receberem mais produtos de borla.
    Tal e qual como dizes; uma pessoa que tem uma paleta de mil e uma cores de uma determinada marca, que diz que é espantosa e que tem cores lindas e que dão para fazer muitos looks (coisa que toda a gente vê, não era preciso um post só para dizer isso), mas depois não acrescenta mais informação nenhuma, nunca vejo nenhum look diferente daquele que é usado todos os dias... enfim! Um bocado estranho.
    Vejo blogs muito bons que se calhar não têm os seguidores que na minha opinião deviam ter e depois há blogs com zero conteúdo e que, vá-se lá saber como, têm montes deles e no final isso é que conta. E esses já dispensei há muito das minhas leituras diárias.

    Aproveito para dizer que estou a gostar de ver o teu blog mais activo e actualizado com mais frequência.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Eu penso que para algumas marcas algumas reviews até podem ser más para a imagem delas e do produto pois são apresentados como tão fantásticos que ficam logo desacreditados na minha opinião... Por exemplo vi uma blogger de 20 anos a dizer que um creme de rosto anti-rugas para faixas etárias a partir dos 40 era mesmo mesmo bom e que desde que o recebeu usava todos os dias...

    ResponderEliminar
  13. LOOOL faz todo o sentido não faz Sofia? Porque o publico alvo desse blog claramente deve ser dessa faixa etária (NOT) e porque quem efectivamente a lê nao iria comprar tal coisa...

    ResponderEliminar
  14. Obrigada Liliana

    Estou a tentar manter o blog sempre actualizado mas com o trabalho nao é facil.
    Eu nao acho que o facto de algo ser oferecido imediatamente invalida a opiniao da blogger.
    Sou a favor que se diga que os produtos sejam oferecidos, até acho que devia ser como no brasil e as bloggers deviam ser obrigadas por lei a divulgar posts publicitários.
    O que eu acho é que quando algo chega à porta de alguém e 2 depois há uma resenha completa, isso nunca reflecte como o produto se comporta.

    ResponderEliminar
  15. O que quis dizer não foi que sou contra o que é oferecido ou que não se deva dizer.
    O que disse foi que para algumas pessoas, parece que tudo o que é oferecido é sempre óptimo e cumpre exactamente o que promete, etc.
    Falo das "opiniões" dadas sem no fundo conhecerem ou testarem os produtos, como se se sentissem na obrigação de dizerem bem de alguma coisa só pelos simples facto de não terem de pagar por ela.

    ResponderEliminar
  16. vamos, sim, por favor!!

    ResponderEliminar
  17. Por entre malas e cupcakes20 de maio de 2014 às 15:25

    Claro. Sim sim tens toda a razão. Eu conheço a Sara (chegámos a ser da mesma turma, ela é uma querida) e estou sempre a tirar dúvidas com ela, ela é sem dúvida dos colegas que conheço a que domina melhor o assunto. Só o referi porque já vi doenças de pele e questões de saúde a serem tratadas com uma leviandade brutal e isso chocou-me mesmo (então e uma altura que andaram a publicitar o Telfast? Caiu-me tudo.)
    Continua o bom trabalho =)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  18. Estamos a falar as duas sobre o mesmo. Ainda mal tiraram o produto da caixa e é fantástico. =D

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião aqui!

Notas

Aqui escreve-se ao abrigo do antigo acordo ortográfico.

Contacto: pinderiquicespindericas@gmail.com

© Pindérica, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena