31 de março de 2014

Esfoliação, o método da pele perfeita!


A renovação celular é a pedra de toque para que a nossa pele mantenha aquele aspecto jovem e elástico. Conforme vamos envelhecendo a pele perde esta capacidade de se renovar e fica cada vez mais preguiçosa perdendo elasticidade e ficando com uma textura mais irregular e uma tez mais baça.

O intuito da esfoliação é retirar a camada superior da pele, onde ficam as células de pele mortas e incentivar a pele a se regenerar e criar novas células, jovens e elásticas. Uso 2 tipos de esfoliantes: os químicos e os físicos.

Os esfoliantes químicos funcionam através de enzimas, ou de ácidos, e "dissolvem" a camada superficial de células mortas e estimulam a pele a criar uma nova camada para se proteger. Depois de aplicados e de fazerem o seu trabalhinho deixam a pele extra macia e a luminosa, como se tivesse sido copiosamente massajada por anjos.

Máscara F10 da REN - Este esfoliante, em versão máscara, funciona através de enzimas de fruta que "quebram" a proteína da queratina na superfície da pele. Aplica-se em pele seca, durante 10 minutos, tem uma textura tipo marmelada, e quando é retirada revela-se uma pele deliciosamente sedosa.

Algenist Triple-Action Micropolish & Peel - Este é um híbrido que conjunta as vantagens do acido glicolico (esfoliante) com o acido alguronico (extraido das algas um forte anti-oxidante) e da microdermoabrasão (esferas minúsculas) que pairam neste gel. È super eficaz e após 5 minutos a pele parece nova, iluminada e macia.

Os esfoliantes físicos/mecânicos são aquela coisinha menos chique que consiste num creme/gel com partículas rígidas que ao serem espalhadas/massajadas pela pele tem como intuito remover as já famosas células defuntas. Mas o problema dos esfoliantes físicos é: 90% são demasiado agressivos; em termos de formulação são obsoletos; e como a sua acção depende da forma como o aplicamos (aka esfregamos) usualmente obtemos um resultado pouco uniforme.


No entanto tenho 2 destes esfoliantes, e porquê? Porque não correspondem à descrição que acima figura.

O Microesfoliante Active do Boticário tem um grão finíssimo, mas abundante, e por isso deve ser aplicado no rosto molhado, levemente massajando e depois retira-se com água tépida. Foi o meu primeiro esfoliante físico "mais-à-frente" devido à textura.

Artemis Re-Iluminate Soft Refine Peeling (Douglas) uma marca completamente desconhecida para mim que estava com umas promoções super jeitosas nos saldos e depois de olhar para o rotulo pareceu-me uma boa aposta (posteriormente aprovada pela Make Down). Trata-se de híbrido (já perceberam que eu adoro híbridos não já?) entre um esfoliante mecânico SUPER delicado e um esfoliante químico pois tem acido glicolico. Tem ainda retinol e estimula a circulação, o que facilita a oxigenação da células e as deixa super saudáveis.

E vocês, que tipo de esfoliante usam? São como eu e usam de todos um pouco?

0 comentários:

Enviar um comentário

Deixa a tua opinião aqui!

Notas

Aqui escreve-se ao abrigo do antigo acordo ortográfico.

Contacto: pinderiquicespindericas@gmail.com

© Pindérica, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena