18 de setembro de 2012

O Bólide Pindérico Vs O Inspector

Para quem não sabe (mas sonha) esta pindérica tem uma espécie de carro. Uma espécie? Sim... há gente maldosa que não considera a lulu (nome com o qual o meu carro, que é uma menina, é carinhosamente apelidado) mas esse não é o ponto deste post (que é meramente pessoal).

A lulu (o meu carro) foi ontem ao centro de inspecções para a inspecção anual a que a coitadinha é sujeita. Uma espécie de ida ao médico do trabalho, mas mais eficiente e mais chata. E aqui começa a parte engraçada. Ir a um centro de inspecção é coisa de gajo certo? Aquilo é só gente suja, carros, tubos de escape, nomes incompreensíveis, botões que nós nunca usamos no carro e gajos...

Pois mas cá em casa vou sempre eu...

E nesta última ida, juro a pés juntos que era a única criatura do sexo feminino (bem como a lulu) no espaço de 2km. Desmaquilhada, despenteada, amarrotada e com o maior ar de seca lá paguei eu quase 30€ para ter um homem a gritar-me ordens... pensava eu. Entre as piadinhas dos mecânicos que preenchem aquele armazém com os carros dos clientes, e o meu ar desesperado, chega o inspector.

E no meio de tanto homem com um ar paternal a quem eu posso choramingar e armar-me em "pita burra" (o meu maior truque com mecânicos e afins) calha-me o chico-esperto-mania-que-engata que me trata por tu... eu não sou muito de formalidades, mas um "olá" fica bem! Aproxima-se e diz "dás-me os papeis?". E lá começou o tu para aqui, e tu para ali.... entre testar as coisas mais idiotas (tipo se os vidros eléctricos funcionam) e não testar coisas que dão jeito (tipo a buzina ou os 4 piscas) lá abanava a cabeça, mordia o lábio, e olhava para mim com ar de que a minha Luluzinha estava a cair de podre.

Estava mortificada, já conseguia ver o meu carrinho com um selo vermelho e eu com o saldo a vermelho depois da ida ao mecânico que isso provocaria. Entre augúrios e maus presságios o sr. inspector acaba a inspecção, olha-me nos olhos e com um ar muito sério pergunta "O carro é teu?" ao que eu olho para ele, meio surpresa, meio indignada, meio por-favor-sê-bonzinho e respondo que sim.



E o tipo, abre um sorriso enorme e diz, "Tens de mandar lavar o motor..." (tenho de lavar o carro todo, mas shhhh) e eu respondo com uma balela daquelas mesmo à gaja, "...mas como é só isso, eu não vou por nada na folha." Resultado, saí de lá com uma folha limpinha!


0 comentários:

Enviar um comentário

Deixa a tua opinião aqui!

Notas

Aqui escreve-se ao abrigo do antigo acordo ortográfico.

Contacto: pinderiquicespindericas@gmail.com

© Pindérica, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena