18 de junho de 2011

Milano Ragazze!

Ciao Bellas!

Pois bem, restauradas as energias (e após umas apresentações de mestrado) toca a contar os detalhes da minha viagem a Milão!


A cidade: A cidade de Milão é rápida de ver no que toca a monumentos, eu diria até aborrecida… O Duomo e meia dúzia de outras atracções turísticas completam o quadro. Em 2 dias conhece-se a “riqueza” arquitectónica e histórica de Milão.
Eu fiquei instalada no bairro boémio de Brera. Onde os artistas, os designers, os costureiros, etc. tem os seus ateliers… e onde a vida nocturna é abundante mas tranquila…

A vida: A vida em Milão é fascinante, para essa sim aconselho uma semana. Preparem-se para preços astronómicos onde 1L de leite no supermercado custa 1.45€. Mas preparem-se também para os maravilhosos gelados a 2.5€  numa coppeta com dois sabores. Mas para a descoberta de lojas e artigos deslumbrantes, recantos em pátios lindíssimos, e autênticos tesouros nos mercados locais.

As pessoas: As Milanesas são altas, magras, parecem todas modelos! Usam saltos altíssimos e vestem-se divinalmente… andam frequentemente acompanhadas dos seus cãezinhos (para os quais existem boutiques exclusivas) e pela sua Louis Viton. Sempre maquilhadas (confesso que de uma forma exagerada).
Os Milaneses, são altos, de olhos claros na sua maioria, e cheiram divinalmente bem… Confirmo que têm aquele ar de galã, e não à nada como ouvir logo de manha “Prego Bella”.


A moda: Milão não desilude neste aspecto. Os Milaneses são uns verdadeiros fascionistas. A quantidade de lojas de outlet é inacreditável, a cada esquina existe uma, as grandes marcas (Prada, Gucci, Dolce&Gabanna) são vendidas a preço de ouro (literalmente) e parece quase uma questão de estatuto passear com um saquinho no braço pelas ruas de Milão.
Em Milão prosperam as lojas vintage, é adorável passear por tais sítios e encontrar vestidos, malas, sapatos que contam umas história e que são história. Nas minhas favoritas ficou a Lipstick com uma mala da Moschino em pele (creio que de algum réptil, mas nem quero saber) velhíssima mas que custava 600€.
Sem duvida que Itália é o reinado do calçado, e sempre muito bem calçados, os italianos têm preços semelhantes aos de Portugal no que toca aos sapatinhos mas a qualidade da pele é surreal!
  














Os Arredores: Convenhamos que 7 dias são muitos dias para conhecer uma cidade, como tal dei um pulinho ao Lago di Como. Um dos maiores lagos naturais da Europa que é partilhado por Italianos e Suíços. A vila de Como é muito tranquila e muito italiana. Não sei como explicar, é um sentimento de acolhimento de uma forma quase familiar mas muito expansiva. As vistas são muito bonitas e não há ninguém que aprecie vislumbrar um bom pedaço de água como os portugueses, tenho-o o dito!

0 comentários:

Enviar um comentário

Deixa a tua opinião aqui!

Notas

Aqui escreve-se ao abrigo do antigo acordo ortográfico.

Contacto: pinderiquicespindericas@gmail.com

© Pindérica, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena